terça-feira, 26 de abril de 2011

Casamento Religioso - CASAMENTO BUDISTA


CASAMENTO BUDISTA

O casamento budista não se trata de um dever religioso sagrado e sim, uma opção. Os votos desse tipo de casamento são, em geral, extraídos das palavras ditas pelo Buda Sakyamuni. Do ponto de vista budista, o casamento nem é sagrado nem não-sagrado.  

A cerimônia de compromisso formal, o noivado, é chamado de nanchang. Os amigos e a familia participam da festa que é realizada na casa da noiva trazendo Tsang (uma bebida tradicional) além de carnes diversas. A mãe da noiva é presenteada com arroz e galinhas, em agradecimento por ter amamentado a filha. Uma nova reunião para decidir a data do casamento e a saída da noiva da casa da mãe ainda acontecerá.
Depois das formalidades do registro civil, os noivos recebem uma bênção dos monges no templo local.
Embora os monges budistas não oficializem a cerimônia legalmente, eles fazem um serviço religioso, para abençoar os noivos.

DICA: 
No Templo Budista Terra Pura o valor da taxa para a realização desse casamento é de dois salários mínimos. Vá até o templo e converse com o Monge. 

A família decide a cor dos trajes da noiva e do noivo, nunca escolhendo a cor preta. Cores quentes como o vermelho ou o dourado são as cores preferidas para esta ocasião.

RITUAL:

Em frente a um altar do Deus Buddha decorado, os noivos, as famílias e os convidados juntam-se. O noivo, a noiva e os convidados recitarão o Tisarana, Pancasila e o Vandana quer em Pali, ou outra língua.

É pedido aos noivos que acendam as velas e os incensos. Seguidamente os noivos oferecem flores à imagem de Buddha. Depois disto, o noivo e a noiva deverão recitar à vez, os votos que são prescritos para cada um deles.
  • Votos do noivo: "Em frente à minha mulher que acolho, aceito ama-la e respeitá-la, ser amável, ser fiel, delegar as tarefas domésticas e providenciar presentes para a satisfazer”.
  • Votos da noiva: “Em frente ao meu marido que acolho, aceito realizar as tarefas domésticas eficazmente, ser hospitaleira para com os seus parentes e amigos, ser fiel, proteger os nossos ganhos, efectuar as minhas responsabilidades com amor e conscienciosamente”.
No fim da cerimônia, só os pais ou os semelhantes citarão o Mangala Sutta e o Jayamangala Gatha oferecendo a sua bênção aos noivos.

Na recepção pode ter danças e músicas tradicionais. As mulheres têm as suas próprias danças e os homens dançam versões muito mais monásticas.

O banquete de casamento inclui pratos de carne de vaca e de porco. Pratos de arroz também são pratos habituais. Os budistas fazem pratos orientais. Os tradicionais banquetes budistas têm entradas e doces típicos do norte da Índia e pratos budistas como a sopa Nettle feita de orquídeas e queijo.

DICAS:
A recepção não precisa ser a tradicional recepção de casamento budista, afinal estamos no Brasil. Faça uma festa com a decoração caprichada, tocando as músicas tradicionais e sirva o que você preferir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário